Desafios para a atividade de relações públicas no mundo contemporâneo: pesquisa de opinião com profissionais do Estado de São Paulo/ Challenges for the public relations' activity in the contemporary world: opinion survey with professionals from the state

Marcelo Pereira da Silva, Ana Carolina Trindade, Jéssica de Cássia Rossi

Resumen


A atividade de relações públicas carrega uma série de desafios no que tange ao ensino, aprendizagem e mercado. Por meio de revisão literária e pesquisa de opinião qualitativa, apresentamos alguns elementos históricos das relações públicas e as adversidades que a atividade atravessou em virtude de sua inserção autoritária no Brasil, lançando luz na falta de conexão entre o ensino ofertado pelas Instituições e as exigências do mercado. A partir deste artigo, percebemos que algumas necessidades do mercado de trabalho para as relações públicas decorrem da defasagem histórica entre o ensino e a aprendizagem e os problemas enfrentados pela falta de políticas afirmativas da profissão através dos órgãos de classe. Inferimos, assim, que tais aspectos exaltam os desafios e as oportunidades relacionados à docência das públicas, posto que em um país perpassado pela corrupção, a atividade ganha relevo na construção de um mundo mais justo por meio da verdade.


Citas


CORRÊA, Elizabeth Saad. (2008). Estratégias 2.0 para a mídia digital: internet, informação e comunicação. 2. ed. São Paulo: Senac.

FERNANDES, Backer Ribeiro. (2011), História das públicas: surgimento e consolidação na América do Sul. En: FARIAS, Luiz Alberto (Org.). públicas Estratégicas – técnicas, conceitos e instrumentos. São Paulo: Summus.

FORTES, Waldyr Gutierrez. (2003). públicas: processo, funções, tecnologia e estratégias. 2.ed. São Paulo: Summus.

GOBBI, Maria Cristina. (2010). Panorama da produção de conhecimento em comunicação no Brasil. En: CASTRO, Daniel; MARQUES DE MELO, José; CASTRO, Cosette Castro (Org.). Panorama da comunicação e das telecomunicações no Brasil. Vol. 3. Brasília: Ipea. Recuperado em 05 de outubro de 2017 de http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/Panorama_da_Comunicao_e_

das_Telecomunicaes_no_Brasil_-_Volume_3.pdf>

GURGEL, João Bosco Serra. (1985). Cronologia da Evolução Histórica das públicas. Brasília: Linha Gráfica e Editora.

KUNSCH, Margarida Maria Krohling. (2006). Gestão das públicas na Contemporaneidade e sua Institucionalização Profissional e Acadêmica no Brasil. In: Revista Brasileira de Comunicação Organizacional e públicas – ORGANICOM. a. 3, n. 5. São Paulo: ECA-USP.

KUNSCH, Margarida Maria Krohling. (1997). públicas e Modernidade: novos paradigmas da modernidade. São Paulo: Summus, 1997.

MARCHIORI, Marlene et.al. (2011) O ensino de planejamento nos cursos de públicas no Brasil. Conexão – Comunicação e Cultura. Universidade Caxias do Sul (UCS). v.10, n.19.

MEC. Ministério da Educação. (2013). Diretrizes Curriculares nacionais para os cursos de públicas. Resolução nº 02, de 27 de setembro de 2013. Diário Oficial da União. Brasília, Brasília, DF. 28-29. Recuperado em 05 de outubro de 2017 de http://goo.gl/Hl02iM.

OLIVEIRA, Ivone de Lourdes. (2008). Formação acadêmico-profissional em ambiente de mudanças: desafios pedagógicos. En: MOREIRA, Sonia Virginia; VIEIRA, João Pedro Dias (Org.). Comunicação: ensino e pesquisa. Rio de Janeiro: Eduerj.

PINHO, Julio Afonso. (2011). O contexto histórico das públicas. História Licenciatura. Recuperado em 01 de outubro de 2018 de http://hid0141.blogspot.com.br/2011/05/o-contexto-historico-das-relacoes.html.

PERUZZO, Cicilia Krohling. (1986). públicas no Modo de Produção Capitalista. 2. ed. São Paulo: Summus.

PROCHNO, Pedro. (2015). Panorama dos cursos e formandos de RP no Brasil. Recuperado em 05 de outubro de 2017 de http://blogrp.todomundorp.com.br/2015/05/panorama-dos-cursos-e-formandos-de-rp-no-brasil/.

RHODEN, Valmor; Rhoden, Juliana Maria Moreira. (2014). O ensino de Públicas no brasil em relação às tecnologias digitais. Revista Organicom. Universidade de São Paulo. n. 20. 2014 Recuperado em 05 de outubro de 2017 de http://revistaorganicom.org.br/sistema/index.php/organicom/article/view/707/545. Acesso em: 05 out. 2017.

TAVARES, Victor Augusto Cinquini; RHODEN, Valmor; POVEDA, Yamile Johanna Peña. (2017). Análise das Diretrizes Curriculares Nacionais de públicas do Brasil e da Colômbia Sobre o Cenário Digital. XVIII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul – Caxias do Sul – Brasil. Recuperado em 05 de outubro de 2017 de http://portalintercom.org.br/anais/sul2017/resumos/R55-0089-1.pdf.


Texto completo: VER PDF

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.


Creative Commons License
Este trabajo está licenciado bajo la licencia Creative Commons Attribution 3.0 .

Revista incluida en Emerging Source Citation Index (ESCI - Thomson Reuters), ERIH PLUS, Catálogo Latindex, Dulcinea, e-Revistas, DICE, RESH, CIRC, ISOC, Dialnet, ULRICH, EBSCO, DOAJ, REBIUN, MIAR

ISSN: 2174-3681

Prefijo DOI: 10.5783

Miembro de CrossRef

Síguenos en Twitter