A formação docente para o cenário digital no ensino superior de Relações Públicas no Brasil/Teacher training for the digital era in Public Relations' higher education in Brazil

Valmor Rhoden, Juliana Lima Moreira Rhoden

Resumen


O artigo objetiva problematizar a questão da formação docente do ensino superior de Relações Públicas no Brasil, com foco para o cenário digital. Por meio de pesquisa bibliográfica, aborda-se a temática, que é fundamental, pois se relaciona a uma realidade que os egressos vivenciarão após a conclusão de seus estudos na universidade. Ao longo do artigo, apresentam-se definições e também preocupações de pesquisadores em Comunicação, especialmente em Relações Públicas, em frente a tais mudanças. Entende-se, nesse ínterim, que a área de Relações Públicas, conhecida por ser a gestora da comunicação organizacional, precisa ampliar, no contexto do ensino, o cenário digital, tão importante para o exercício da profissão atualmente. E isso implica, necessariamente, um corpo docente com conhecimento e preparação para a nova realidade, que mudou profundamente o mundo do trabalho. Tal processo envolve a instituição de ensino, os cursos e também o movimento dos professores em quererem acompanhar a evolução da profissão.


Citas


BAUMAN, Z. Turistas e vagabundos. In: BAUMAN, Z. Globalização: as conseqüências humanas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999. p. 85-110.

CASTELLS, M. A galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a sociedade. Tradução Maria Luiza Borges. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

CASTELLS, M. Creatividad, innovación y cultura digital: un mapa de sus interacciones. Revista Telos, n. 77, oct./dic. 2008. Recuperado em 9 de março de 2017, de: https://telos.fundaciontelefonica.com/telos/articulocuaderno.asp@idarticulo=2&rev=77.htm

FEATHERSTONE, M. Da universidade à pós-modernidade? Explorando as possibilidades. In: MORAES, S. F. (Org.). Escola e universidade na pós-modernidade. Campinas: Mercado de Letras; São Paulo: Fapesp, 2000.

FORTES, W. G. O ensino e a prática de relações públicas. Recuperado em 28 abril de 2017, de http://www.portaldomarketing.com.br/Artigos/O_Ensino_e_a_pratica_de_relacoes_publicas.htm

GÓMEZ, A. I. P. Competências ou pensamento prático? A construção dos significados de representação e de ação. In: SACRISTÁN, J. G. et al. Educar por competências: o que há de novo? Tradução: Carlos Henrique Lucas Lima. Revisão técnica: Selma Garrido Pimenta. Porto Alegre: Artmed, 2011. p. 64-114.

GRILLO, M. Ação educativa e referências teórico-metodológicas. In: ISAIA, S. M. BOLZAN, D. P. V.; MACIEL, A. M. R. (Org.). Pedagogia universitária: tecendo redes sobre a educação superior. Santa Maria: Editora da UFSM, 2009.

ISAIA, S. M.; BOLZAN, D. P. V. Diálogo interdiscursivo sobre a formação docente a partir da rede de pesquisadores-ries. Recuperado em 31 de agosto de 2017, de http://w3.ufsm.br/gtforma/estagio1/cbe543d41fb49472a35e1d748fc2b9a4.pdf

KUNSCH, M. M. K. Perspectivas e desafios para as profissões de comunicação no terceiro milênio. In: KUNSCH, M. M. K. (Org.). Ensino de comunicação: qualidade na formação acadêmico-profissional. São Paulo: ECA-USP; Intercom, 2007. p. 87-101.

LIBÂNEO, J. C. Conteúdos, formação de competências cognitivas e ensino com pesquisa. In: PIMENTA, S. G.; ALMEIDA, M. I. (Org.). Pedagogia universitária: caminhos para a formação de professores. São Paulo: Cortez, 2011.

MARQUES, M. O. A formação do profissional de educação. 4. ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2003.

MASETTO, M. T. Competência pedagógica do professor universitário. São Paulo: Summus, 2003.

MOURA, C. P. Possibilidades da pesquisa em relações públicas no espaço digital. Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 30., 2007, Santos. Anais eletrônicos. São Paulo: Intercom. Recuperado em 10 de outubro de 2013, de http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2007/resumos/R1206-2.pdf

OLIVEIRA, I. L. Formação acadêmico-profissional em ambiente de mudanças: desafios pedagógicos. In: MOREIRA, S. V.; VIEIRA, J. P. D. (Org.). Comunicação: ensino e pesquisa. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2008.

OLIVEIRA, J. R.; PAIVA, J. M. F. Mídias digitais aplicadas ao ensino de Relações Públicas: contribuição de uma comunidade virtual de aprendizagem. In: CONGRESSO CIENTÍFICO DE COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL E RELAÇÕES PÚBLICAS, 5., 2011, São Paulo. Anais eletrônicos. São Paulo: ABRAPCORP, 2011. Recuperado em 15 julho de 2011, de http://www.abrapcorp.org.br/anais2011

OLIVEIRA, V. F. Imaginário, cotidiano e educação: por uma ética do instante. Cadernos de Educação, Pelotas, n. 48, p.18-31, maio/ago. 2014.

PAQUAY, L. et al. (Org). Formando professores profissionais: Quais estratégias? Quais competências? 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2001.

PERUZZO, C. M. K. Tópicos sobre o ensino de comunicação no Brasil. In: PERUZZO, C. M. K.; SILVA, R. S. Retrato do ensino em comunicação no Brasil. São Paulo: INTERCOM; Taubaté: UNITAU, 2003. p. 119-135.

PIMENTA, S. Mundo do trabalho x mercado de trabalho [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por em 21 maio de 2012.

SANDINI, S. M. O blog corporativo como interface no gerenciamento da impressão. 2010. 506 f. (Mestrado em Comunicação)–Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

SCROFERNEKER, C. M. A. Relações públicas e comunicação organizacional: encontros, desencontros e reencontros. Revista Brasileira de Comunicação Organizacional e Relações Públicas, São Paulo, ano 6, n. 10-11, p. 77-82, 2009. Edição Especial. Recuperado em 18 dezembro de 2016, em goo.gl/zKMcKj

TEIXEIRA, J. E. Relações públicas na Umesp: 30 anos de história. São Bernardo do Campo: UMESP, 2002.

WAGNER, M. C.; PAQUAY, L. Competências profissionais privilegiadas nos estágios e na vídeo formação. In: PAQUAY, L. et al. (Org.). Formando professores profissionais: Quais profissionais? Quais competências? 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2001.


Texto completo: VER PDF

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.


Creative Commons License
Este trabajo está licenciado bajo la licencia Creative Commons Attribution 3.0 .

Revista incluida en Emerging Source Citation Index (ESCI - Thomson Reuters), ERIH PLUS, Catálogo Latindex, Dulcinea, e-Revistas, DICE, RESH, CIRC, ISOC, Dialnet, ULRICH, EBSCO, DOAJ, REBIUN, MIAR

ISSN: 2174-3681

Prefijo DOI: 10.5783

Miembro de CrossRef

Síguenos en Twitter