Campanha permanente nas redes sociais digitais: um estudo de caso da análise da fanpage do governador Flávio Dino, no Brasil/ Permanent campaign on digital social networks: a case study analysis of Flavio Dino’s fanpage, in Brasil

Michele Goulart Massuchin, Luana Fonseca Silva

Resumen


Resumo

Esta pesquisa faz uma análise da fanpagedo governador do Estado do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), considerado como um dos políticos mais atuantes nas redes sociais no Brasil. O artigo parte do pressuposto de que, embora a campanha oficial tenha data para começar e terminar, os agentes políticos – especialmente aqueles que ocupam algum tipo de cargo – podem usar a comunicação digital para obter visibilidade pública fora do período eleitoral. Por isso, a finalidade deste estudo é verificar como o governador utiliza sua fanpageao longo do mandato. Para isso, são observadas características em torno do conteúdo – apelo, estratégias e temas – e também os formatos de cada postagem. Ocorpus do trabalho é formado por 359 postagens, que corresponde ao total de publicações referentes aos meses de janeiro, fevereiro e março do ano de 2018 e utiliza-se da análise de conteúdo como metodologia da pesquisa. Dentre os resultados percebe-se o uso da ferramenta estratégica, especialmente como forma de prestar contas.  Há menos informação sobre o que se passa no governo, que indicaria transparência. Há, por outro lado, uma espécie de agenda pública do governador conjuntamente a um discurso temático e bastante pragmático. Se por um lado há características de marketing político e profissionalização, percebe-se elementos que dialogam com o conceito de comunicação pública, o que mostra um papel importante da rede social na distribuição de informação de interesse público, mesmo sendo um espaço do governante e não das instituições, já que pouco é abordado sobre questões pessoais.

Palavras-chave:campanha permanente, redes sociais, comunicação política.

Abstract

This research analyzes the fanpage of the governor of the State of Maranhão, Flávio Dino (PC do B), on Facebook, considered as one of the most active politicians in social networks in Brazil. The article assumes that although the official campaign has a special time, outside the election period, political actors - especially the elected - can use internet tools to gain public visibility. Therefore, the purpose of this study is to verify how the governor uses his fanpage throughout the term. The text brings a discussion based on the concept of permanent campaign as a way to link with the public and the importance of this space for public and governmental communication, especially because the positives characteristics of social networks and the type of information that can be shared with the citizens. The article discusses how communication between representatives and representatives can go beyond visibility, offering content about transparency, accountability, closeness to followers and discussion of topics of public interest. For the analysis are observed characteristics about the content - appeal, strategies and themes - as well as the formats of each post. The corpus of empirical research consists of 359 posts, which corresponds to the total of publications made during the months of January, February and March (2018). The methodology used is the content analysis. The data collection was performed by one of the authors of the article, from a codebook produced for this research, based on the literature. Among the results, we can see the use of the strategic tool, especially for accountability of de government. On the other hand, it has also been noted that there is less information about the inside actions of the government, which would indicate transparency. Another result shows the public agenda of the governor together with a thematic and pragmatic discourse, which indicates that there is a mixture between the visibility to the government and the presentation of thematic contents, about education, economy and infrastructure, for example. In addition, programmatic discourse is more frequent than emotional and political discourse. Thus, if on the one hand there are characteristics of political marketing and professionalization, to give visibility and show actions of the government, on the other we perceive elements that dialogue with the concept of public communication, as the focus on the thematization and the dialogue with the followers, which shows an important role of the social network in the distribution of information of public interest, even being a space of the governor and not of the institutions.

Keywords: permanent campaign, social digital networks, political communication.



Citas


AGGIO, C.O. (2010). Campanhas políticas online: A discussão do estado da arte seguido de estudo de caso sobre os web sites dos candidatos à prefeitura de salvador em 2008. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas. Universidade Federal da Bahia, Salvador.

AGGIO, C. and REIS, L. (2013). Campanha eleitoral no Facebook: usos, configurações e o papel atribuído a este site pelos candidatos durante as eleições municipais de 2012. Compolítica. Disponível em: https://doi.org/10.21878/compolitica.2013.3.2.48

BAUER, M. (2002). Análise de conteúdo clássica: uma revisão. In BAUER, M.W and GASKELL, G (org.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som. Petrópolis: Vozes.

BERTOT, J.C., JAEGER, P.T. and GRIMES, J.M. (2010). Using ICTs to create a culture of Transparency: E-government and social media as openness and anti- corruption tools for societies. Government Information Quarterly, v. 27, n. 3.

BRADY, D. and FIORINA, M. (2000). Congress in the Era of the Permanent Campaign. In ORNSTEIN, N.J. e MANN, T.E. (eds.): The Permanent Campaign and Its Future. Washington D.C.: American Enterprise Institute and The Brookings Institution, pp. 1‐37.

BRAGA, S. et al. (2015). “Americanização” da representação política virtual? Um estudo comparado das estratégias de comunicação digital por parlamentares de diferentes sistemas políticos. 39º Encontro Anual da ANPOCS.

BRAGA, S. é CRUZ, L. (2014). As tecnologias digitais e o mandato dos representantes: um estudo sobre o uso da internet pelos deputados estaduais brasileiros da 16a legislatura (2007-2011). In SILVEIRA, S.A.D.; BRAGA, S. é PENTEADO, C. (Org.). Cultura, política e ativismo nas redes digitais. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo.

CAVALCANTE, P. (2015). Vale a pena ser um bom prefeito? Comportamento eleitoral e reeleição no Brasil. Opin. Publica [online] vol.21, n.1, pp.87-104.

CERVI, E.U. é MASSUCHIN, M.G. (2011). O uso do Twitter nas eleições de 2010: o microblog nas campanhas dos principais candidatos ao governo do Paraná. Contemporânea: comunicação e cultura, 9(2), 319-334.

COOK, C. (2002). The Contemporary Presidency: The Permanence of the “Permanent Campaign”: George W. Bush’s Public Presidency. Presidential Studies Quarterly 32, no. 4.

FERNANDES, C.M., OLIVEIRA, L.A., LEAL, P.R.F é MARTINS, T.F. (2016). Campanha permanente de Dilma Rousseff: uma análise da comunicação governamental e das estratégias eleitorais. Mediaciones Sociales, n. 15, pp. 81‐100.

FERNANDES, C.M. OLIVEIRA, L. A, MARTINS, T.F. and CHAIA, V. (2017). Campanha permanente e espetacularização política: análise das estratégias narrativas de João Dória (PSDB) na fanpage. Líbero. Disponível em: http://seer.casperlibero.edu.br/index.php/libero/article/view/906

FILGUEIRAS, F. (2011). Além da transparência: accountability e política da publicidade. Lua Nova [online] n.84, pp.65-94.

FONTOURA, R.B. S. (2014). A campanha permanente interrompida: Referências à comunicação governamental na comunicação eleitoral do candidato à reeleição para prefeito de Curitiba em 2012. 2014. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

GIL, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Editora Atlas.

HECLO, H. (2000). Campaign in Gand Governing: a Conspectus. In Ornstein, N. J. e Mann, T. E. (eds.). The Permanent Campaign and Its Future. Washington D.C.: American Enterprise Institute and The Brookings Institution, pp. 1‐37.

JOATHAN, Í. (2017). Campanha permanente nas mídias sociais: Uma proposta metodológica para a análise do uso dessa estratégia por congressistas ligados a grupos de interesse. Anais do VII Congresso da Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação e Política (VII Compolítica). Porto Alegre: Compolítica. Disponível em: http://www.compolitica.org/home/?page_id=1838

LARSSON, A. and KARLSEN, B. (2014). ‘Of course we are on Facebook’: Use and non-use of social media among Swedish and Norwegian politicians. European Journal of Communication, Vol. 29(6).

LILLEKER, D. G. (2006). Key Concepts in Political Communication. London: Sage.

MAINIERI DE OLIVEIRA, T. é RIBEIRO, E.M. (2015). O uso das mídias sociais pelo governador do estado de Goiás: estratégia de marketing político ou comunicação pública?. Organicom (USP), 12, p. 1-12.

MAINIERI DE OLIVEIRA, T. é RIBEIRO, E.M. (2013). Comunicação Pública e Mídias Sociais: possibilidades e limitações. Ação Midiática - Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura, 1.

MARQUES, J.F.P. é SAMPAIO, R. (2011). Internet e eleições 2010 no Brasil: Rupturas e continuidades nos padrões mediáticos das campanhas políticas online. Revista Galáxia, São Paulo, 22, p. 208-221.

MARQUES, F. AQUINO, J.A. and MIOLA, E. (2014). Parlamentares, representação política e redes sociais digitais: perfis de uso do Twitter na Câmara dos Deputados. Opinião Pública, 20(2), 178-203.

MARQUES, F.P.J. and MONT’ALVERNE, C. (2016). How Important is Twitter to Local Elections in Brazil? A Case Study of Fortaleza City Council. Brazilian Political Science Review, 10(3), e0005.

MASSUCHIN, M.G. é TAVARES, C.Q. (2016). Comunicação política no Facebook: eleições brasileiras de 2014 e as estratégias de campanha online. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación Online, 13, p. 128-141.

NOVELLI, A. (2009). Relações Públicas governamentais. In KUNSCH KHROLING, M. (Org.). Relações Públicas: história, teorias e estratégias nas organizações contemporâneas. São Paulo: Saraiva.

NEWMAN, B. and PERLOFF, R. (2004). Political marketing: Theory, research, and applications. In Kaid, L (ed.). Handbook of Political Communication Research. London: Lawrence Erlbaum.

ORNSTEIN, N. and MANN, T. (2000). Conclusion: The Permanent Campaign and the Future of American Democracy. In ORNSTEIN, N. J. e MANN, T. E. (eds.): The Permanent Campaign and Its Future. Washington D.C.: American Enterprise Institute and The Brookings Institution, pp. 1‐37.

PINTO, P. (2017). Brasil e as suas mídias regionais: estudos sobre as regiões Norte e Sul. Rio de Janeiro: Luminária Acadêmica.

REIS, L.S. (2012). Comunicação política e a campanha online 2.0 na Bahia em 2010: uma análise da atuação dos principais candidatos ao governo do estado no twitter e youtube. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas. Universidade Federal da Bahia, Salvador.

DOS SANTOS, M.A., LYCARIAO, D. and AQUINO, J.A. (2018). The Virtuous Cycle of News Sharing on Facebook: Effects of Platform Affordances and Journalistic Routines on News Sharing. New Media & Society , v. 1, p. 1-Online First.

SOUSA, L.C. (2018). Os governos Roseana Sarney e Flávio Dino nas manchetes de O Estado do Maranhão. Famecos, 25 (1), p 1-19.

YIN, R. (2003). Estudo de caso. São Paulo: Bookman.


Texto completo: VER PDF

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.


Creative Commons License
Este trabajo está licenciado bajo la licencia Creative Commons Attribution 3.0 .

Revista incluida en Emerging Source Citation Index (ESCI - Thomson Reuters), ERIH PLUS, Catálogo Latindex, Dulcinea, e-Revistas, DICE, RESH, CIRC, ISOC, Dialnet, ULRICH, EBSCO, DOAJ, REBIUN, MIAR, Dialnet Métrics, Ranking REDIB

ISSN: 2174-3681

Prefijo DOI: 10.5783

Miembro de CrossRef

Síguenos en Twitter